Dalai Lama pede calma aos EUA e China

Os Estados Unidos e a China deveriam "esfriar os ânimos" e resolver as pendências a respeito da intercepção de um avião espião norte-americano pela China, disse hoje o Dalai Lama durante uma conferência em Taiwan.O líder espiritual tibetano evitou tomar partido e disse apenas que "grandes nações, como China e Estados Unidos, às vezes cometem erros." O mestre budista, ganhador do Prêmio Nobel da Paz,disse que a colisão ocorrida no último dia 1º, entre uma aeronave espiã dos EUA e um jato chinês, foi causada por "chauvinismo" e "confiança excessiva".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.