Damasco fecha fronteira para iraquianos

A ONU fez ontem um alerta para a situação dos refugiados iraquianos que têm sido impedidos de entrar na Síria. Um dos últimos destinos que ainda os aceitava, o país passou a exigir, desde segunda-feira, visto de entrada, que deve ser obtido em Bagdá. "Obviamente muitos iraquianos não podem ou não querem ir até a capital por causa da falta de segurança", disse Ron Redmond, porta-voz da ONU. O Exército dos EUA afirmou que sua base próxima ao aeroporto de Bagdá foi atingida e um soldado morreu. Os militares informaram apenas que a vítima não era americana e nem iraquiana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.