Damasco liberta 1.180 pessoas presas em protestos

A Síria anunciou ontem a libertação de 1.180 pessoas presas nos protestos contra o regime do presidente Bashar Assad. As libertações foram anunciadas na véspera do fim do prazo determinado pela Liga Árabe para que as autoridades de Damasco libertassem todos os presos e interrompessem a violência. Entre os libertados está o ativista Kamal Labwani, preso desde 2005 e sentenciado a 15 anos por insultar Assad. Em nota, a agência de notícias oficial Sana informou que os libertados "não têm as mãos manchadas de sangue". No dia 5, as autoridades sírias já haviam libertado 553 pessoas detidas na repressão. / EFE

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.