De biquíni, Paris Hilton se 'candidata' à Presidência dos EUA

A socialite milionária Paris Hiltonentrou na campanha eleitoral norte-americana, chamando ocandidato republicano John McCain de "cara enrugado de cabelobranco" e oferecendo sua própria proposta de políticaenergética. Hilton, vestida em um biquíni com estampa de pele deleopardo e sandálias douradas, declarou sua candidatura debrincadeira em um vídeo postado no site Funny or Die, dizendo:"Eu quero que a América saiba que eu estou, tipo assim,totalmente preparada para liderar". Ela respondeu a um anúncio de televisão de McCain, 71 anos,que usava a imagem da socialite para atacar seu rival democrataBarack Obama. Hilton, 27 anos, disse que o uso de sua imagem por McCainno anúncio, que atacava Obama por ser popular como ascelebridades, a colocava efetivamente na corrida pelaPresidência dos Estados Unidos. Fazendo de conta que estava lendo uma revista de viagem emuma cadeira longa de praia, Hilton entrou na questão que divideas campanhas de Obama e McCain: como resolver a criseenergética norte-americana. "Podemos fazer extrações limitadas de petróleo da costa comrigorosa supervisão e, enquanto isso, criar incentivos fiscaispara que Detroit faça carros elétricos e híbridos", disseHilton com um sorriso, usando sugestões dos dois candidatos. Hilton, favorita dos tablóides e que ganhou fama com umnotório vídeo caseiro de sexo, se ofereceu para pintar a CasaBranca de rosa e desafiou McCain e Obama. "Eu vejo vocês nos debates", disse. De acordo com a lei norte-americana, Hilton não seriaelegível de fato à Presidência do país por mais oito anos. Enquanto isso, a campanha de McCain divulgou um novoanúncio televisivo que ataca Obama como sendo mais celebridadedo que líder, mas evitando qualquer menção a Paris Hilton ou aqualquer outro tipo de Hollywood. O porta-voz do republicano, Tucker Bounds, disse: "ParisHilton pode não ser uma celebridade tão grande como BarackObama, mas ela obviamente tem um plano energético melhor". A mãe de Hilton, uma doadora da campanha de McCain,criticou a propaganda que usava a imagem de sua filha,classificando-a como um completo desperdício de dinheiro. "É um completo desperdício do tempo e da atenção do paísneste momento quando milhões de pessoas estão perdendo suascasas e empregos. E é uma maneira completamente frívola de seescolher o próximo presidente dos Estados Unidos", escreveu noweb site político Huffington Post. (Reportagem de Andy Sullivan em Washington) REUTERS FE

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.