De Olho no mundo debate situação do Congo

O filho mais velho de Laurent Kabila, presidente da República Democrática do Congo assassinado na semana passada, assume o lugar do paí. Joseph Kabila tenta se firmar como homem forte do país em meio a uma guerra civil envolvendo o governo e grupos rebeldes. O jornalista do serviço português da BBC de Londres na África, João Vandune, acredita que o Congo não vai escapar facilmente do autoritarismo e a influência das autoridades de Angola, Zimbábue e Namíbia, países que apoiam o regime atual, deixa claro que nada deve mudar. O jornalista da BBC explica que o grande interesse pelo Congo se deve à abundância de riquezas minerais presentes no país, como o ouro. O professor de Economia da Universidade de Luanda, Justino Pinto de Andrade, teme que a nova liderança não consiga evitar a desagregação do território. Para Justino, a única saída para acabar com os conclitos no Congo é instalar a democracia. João Vandune e Justino Pinto de Andrade participaram do De Olho no Mundo, uma co-produção da Rádio Eldorado e da BBC de Londres.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.