Debate sobre Síria é lição para o Irã, diz Obama

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse que o tratamento dado por sua administração à questão do uso de armas químicas pela Síria deve mostrar ao Irã que há potencial para soluções diplomáticas em debates sobre armamentos. Apesar disso, Obama declarou que os iranianos não devem assumir que a preferência americana pela diplomacia significa que os Estados Unidos não atacariam Teerã.

Agência Estado

15 Setembro 2013 | 10h41

Obama concedeu entrevista ao programa "This Week", da rede de TV ABC. Ele afirmou que os iranianos entendem que um programa para armas nucleares no país do Oriente Médio representa "um problema muito maior" para os Estados Unidos do que o uso de armas químicas na Síria. O Irã alega que seu programa nuclear tem propósitos pacíficos.

O norte-americano informou que vem trocando cartas com o novo presidente do Irã, Hasan Rouhani, mas afirmou que nunca falou diretamente com o governante eleito em junho. Segundo Obama, Rouhani entende o potencial para uma solução diplomática, mas não deverá "tornar isso fácil de repente". Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
ObamaSíriaIrã

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.