Decapitado caminhoneiro turco no Iraque

A decapitação de um motorista de caminhão turco seqüestrado no Iraque foi gravada em vídeo e difundida hoje em uma página islâmica da internet. O turco foi identificado como Ramadan Elbu. Ele foi o 6º turco e o 30º refém estrangeiro assassinado por militantes que se opõem à presença de tropas estrangeiras no Iraque. A maioria das vítimas trabalhava para empresas de países da coalizão invasora. O vídeo foi difundido pela página do Exército Ansar al-Sunna, um grupo extremista iraquiano. Uma declaração afirma que os seqüestradores pertencem à "Brigada al Qaqa" do grupo. No vídeo, o caminhoneiro turco aparece com os olhos vedados e diz: "Meu nome é Ramadan. Conduzia um caminhão com produtos para os americanos...quando regressava (à Turquia), o grupo me capturou. Peço a todos os motoristas turcos para que não venham ao Iraque". Atrás do turco, é possível ver quatro homens encapuzados, parados diante de um cartaz com a inscrição "Brigada al Qaqa do Exército Ansar al-Sunna". O caminhoneiro turco foi jogado ao chão por dois seqüestradores, e um terceiro cortou o seu pescoço com uma faca.

Agencia Estado,

14 Outubro 2004 | 19h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.