Declaração de embaixador dos EUA irrita Índia

O secretário de Exterior da Índia, Shyam Saran, qualificou nesta quinta-feira como "inadequadas" as declarações do embaixador dos Estados Unidos em Nova Délhi, David Mulford, segundo o qual um importante acordo de cooperação nuclear entre os dois países poderia ruir se o governo indiano não apoiasse os esforços de Washington para denunciar o Irã perante o Conselho de Segurança (CS) da Organização das Nações Unidas (ONU).O porta-voz da Embaixada dos EUA em Nova Délhi, David Kennedy, confirmou o encontro entre Saran e Mulford, mas não forneceu detalhes sobre os assuntos discutidos. Ontem, Mulford sugeriu que o acordo nuclear entre Índia e EUA poderia "morrer no Congresso" americano se Nova Délhi não apoiar Washington na reunião emergencial da diretoria da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) marcada para 2 de fevereiro.Os comentários de Mulford vieram à tona em um momento no qual os EUA buscam apoio na AIEA para denunciar o Irã perante o CS da ONU. A AIEA é subordinada à ONU. Washington acusa Teerã de desenvolver em segredo um programa nuclear bélico. O Irã nega a acusação e assegura que suas usinas atômicas têm fins estritamente pacíficos de geração de energia elétrica.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.