Declarações polêmicas complicam ministro

O ministro dos Transportes, Nariaki Nakayama entregou o cargo nesta manhã, no Japão (noite de ontem no Brasil). Ele deixa o recém-criado governo do premiê Taro Aso após declarações polêmicas: chamou de "câncer" o maior sindicato de professores do país e classificou o Japão como "etnicamente homogêneo", o que irritou a etnia Ainu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.