Decreto permitiria retaliação do País em caso de ataque

O Decreto 6.592, assinado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no dia 2, abriria espaço para uma retaliação aos paraguaios, em caso de ataque aos brasiguaios. A norma regulamenta o Sistema Nacional de Mobilização e especifica o que pode ser considerada "agressão estrangeira" ao Brasil e aos brasileiros, ou aos interesses do País. O texto permite a decretação de estado de mobilização nacional, pelo presidente, em caso de "agressão estrangeira", para defender os interesses nacionais. O chanceler Celso Amorim, porém, não quis comentar essa possibilidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.