Defeito na sinalização é apontado como causa de acidente ferroviário na China

Primeiras investigações revelam que semáforo da estação Wenzhou recebeu um impacto de um raio, o que não permitiu que mudasse de verde para vermelho; tragédia matou 39 pessoas

Efe,

28 de julho de 2011 | 03h02

Colisão entre trens de alta velocidade matou 39 pessoas e deixou 192 feridas

 

 

 

PEQUIM - Defeitos no sistema de sinalização ferroviária podem ser a origem da colisão entre trens de alta velocidade ocorrida em 23 de julho perto da cidade de Wenzhou, na província chinesa de Zhejiang, informou a Administração de Ferrovias de Xangai.

 

Segundo uma fonte oficial, as primeiras investigações sobre o trágico acidente, que deixou 39 mortos e 192 feridos, revelaram que o sistema de sinalização da estação ferroviária do sul de Wenzhou recebeu o impacto de um raio, o que não permitiu que o semáforo mudasse de verde a vermelho.

 

O primeiro-ministro chinês, Wen Jiabao, ordenou nesta quinta-feira, 28, uma investigação "aberta e transparente" sobre a causa do choque frontal entre os dois trens de alta velocidade quando circulavam sobre um viaduto, o que levou à queda da locomotiva e de dois vagões de um deles.

 

Enquanto isso, sobram críticas sobre a maneira como o caso foi tratado pelas autoridades. Há também vozes que tentam desviar a responsabilidade ao exterior, em menção à tecnologia japonesa dos trens.

Tudo o que sabemos sobre:
Chinaacidentetrem

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.