Defesa aérea sul-coreana não é problemática, diz Suga

Tóquio, 09/12/2013 - A expansão da zona de defesa aérea da Coreia do Sul, anunciada pelo governo neste domingo, não é considerada problemática pelo chefe de gabinete e porta-voz do governo do Japão, Yoshihide Suga.

Agência Estado

09 de dezembro de 2013 | 03h01

De acordo com declarações de Suga em entrevista coletiva, ele não considera que a nova zona de defesa aérea sul-coreana represente um problema imediato para o Japão.

O porta-voz do governo japonês ainda disse que o Japão foi notificado com antecedência sobre a medida e afirmou que a Coreia do Sul foi alertada sobre a necessidade de não violar a liberdade de voo sobre a região.

Além disso, Suga ressaltou que o movimento do governo sul-coreano é diferente da decisão do governo da China de expandir a sua zona de defesa aérea, medida que gerou controvérsias.

"A zona de defesa aérea da China inclui o espaço aéreo sobre as ilhas Senkaku, que é um território que pertence ao Japão", afirmou Suga. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
coreia do suldefesa aéreajapãosuga

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.