Defesa de Saddam diz que comparecerá à nova seção do julgamento

Os advogados da defesa do ex-presidente iraquiano Saddam Hussein e sete altos funcionários de seu regime comparecerão à nova sessão do julgamento que será realizada amanhã em Bagdá, disse hoje à EFE um dos defensores em Amã. O advogado Ziyad al-Naydaui afirmou que "haverá uma surpresa" quando sua equipe apresentar a defesa do ex-presidente perante o Tribunal Especial que julga Saddam e sete de seus antigos colaboradores, todos acusados de envolvimento no massacre de 148 xiitas em 1982. Al-Naydaui disse ainda que estarão presentes à nova sessão do processo, iniciado em 19 de outubro passado, o iraquiano Khalil al-Duleimi; os ex-secretários de Justiça dos EUA e do Catar, respectivamente Ramsey Clark e Najib Nuaimi; e os jordanianos Isam Ghzawi e Saleh Armuti, este último chefe da Associação de Advogados de seu país. "Os cinco já estão em Bagdá e devem reunir-se com o presidente (Saddam) esta noite", acrescentou Al-Naydaui. A defesa do ex-ditador anunciou em janeiro passado seu boicote ao julgamento após acusar o presidente do Tribunal Especial, o curdo Rauf Abdelrahman, de tentar prejudicar o trabalho dos advogados.

Agencia Estado,

11 Março 2006 | 16h59

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.