Delegação norte-coreana é recebida por ministro em Seul

O encontro é um símbolo da reconciliação entre os dois países, divididos desde 1953

EFE

22 de agosto de 2009 | 02h31

O ministro da Unificação sul-coreano, Hyun In-taek, se reuniu neste sábado em Seul com o chefe da delegação da Coreia do Norte, Kim Yang-gon, no primeiro diálogo de alto nível entre os dois países em dois anos, informou hoje a agência de notícias local "Yonhap".

 

A reunião aconteceu em Seul, onde a delegação norte-coreana, formada por seis pessoas, chegou para o funeral do ex-presidente da Coreia do Sul Kim Dae-jung, símbolo da reconciliação entre os dois países, divididos desde 1953.

 

Embora a visita dos norte-coreanos a Seul estivesse prevista para dois dias o retorno a Pyongyang "pode ser adiado", como assegurou o ministro sul-coreano após um encontro de 90 minutos com Kim Yang-gon, membro do Partido dos Trabalhadores.

 

O atraso na saída foi motivado pela intenção da delegação norte-coreana de se reunir com o presidente sul-coreano, o conservador Lee-Myung-bak.

 

O norte-coreano Kim Yang-gon disse à imprensa, antes de se reunir com o ministro, que sentiu em Seul a "imperativa necessidade de melhorar as relações entre Norte e Sul".

 

A reunião é o primeiro diálogo intercoreano de alto nível desde as conversas mantidas pelos ministros da Defesa dos dois países em Pyongyang em novembro de 2007 e a primeira nos 18 meses de

Governo de Lee Myung-bak. "Esse encontro é uma mensagem", disse o ministro Hyun.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.