Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Delegação russa inclui ex- integrante da KGB

Impedido por sanções de entrar na União Europeia, Aleksandr Bortnikov não é barrado pelo governo americano em cúpula

WASHINGTON, O Estado de S.Paulo

20 de fevereiro de 2015 | 02h03

Alvo de sanções da União Europeia em razão das ações da Rússia na Ucrânia, o diretor do Serviço de Inteligência russo, Aleksandr Bortnikov, estava entre os chefes de delegações estrangeiras que participaram da cúpula contra o extremismo violento realizada em Washington nos últimos três dias.

Desde julho, Bortnikov está proibido de entrar em países da União Europeia, que também congelaram eventuais bens que tenha em seus territórios. Mas ele não é alvo das penalidades adotadas pelos Estados Unidos contra a Rússia.

Sua presença na cúpula revela a complexidade da política externa americana e a coincidência de interesses entre Washington e Moscou em determinados temas.

"O terrorismo e o extremismo violento são problemas sérios que afetam comunidades ao redor do mundo, incluindo a Rússia", disse a porta-voz do Departamento de Estado, Jen Psaki, em declaração à imprensa na quarta-feira. "Há uma série de questões nas quais trabalhamos juntos."

Segundo ela, o governo russo solicitou a ampliação de sua delegação na terça-feira, quando informou aos americanos a intenção de enviar Bortnikov à cúpula em Washington. / C.T.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.