Delegações de Índia e EUA negociam pacto de colaboração nuclear

Representantes da Índia e dos Estados Unidos iniciaram hoje negociações em Nova Délhi para fechar os detalhes de seu pacto de cooperação nuclear, firmado durante a visita do presidente George W. Bush à capital indiana.O acordo facilitará o acesso da Índia à energia nuclear civil. O país carece de fontes de energia, importando quase 80% do petróleo que consome para sustentar um crescimento anual superior a 8%.As negociações se concentrarão na inclusão no tratado de um ponto que impedirá a Índia de realizar testes nucleares, algo que o Governo de Nova Délhi vê com receios. Segundo essa cláusula, os Estados Unidos poderiam pôr fim à cooperação se a Índia fizer um teste com armas nucleares, como fez em 1974 e 1998.O acordo, firmado em março entre Bush e o primeiro-ministro Manmohan Singh, estabelece a divisão dos programas nucleares civis e militares da Índia, que não assinou o Tratado de não-proliferação Nuclear (TNP), e submete os primeiros à supervisão internacional.Em troca, os EUA se comprometem a conseguir a aprovação do Congresso e do grupo de países produtores de material nuclear para que a Índia tenha acesso à tecnologia atômica estrangeira, atualmente proibida para os países não signatários do TNP.No entanto, o Congresso americano ainda não aprovou este acordo com a Índia, criticado por alguns legisladores pelo fato de o país não ter assinado o TNP.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.