Democracia colombiana é estável, diz secretário da OEA

O secretário geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), José Miguel Insulza, disse neste domingo, em Brasília, que a democracia colombiana é estável. O país foi às urnas hoje para escolher o sucessor de Álvaro Uribe. "A democracia colombiana é estável", afirmou. "Não deve significar nenhuma comoção no país que ganhe um ou outro candidato." O resultado também não deve provocar mudanças profundas na relação da Colômbia com os países vizinhos, segundo o secretário-geral.

RAFAEL MORAES MOURA, Agência Estado

30 Maio 2010 | 19h06

Insulza está na capital brasileira para participar do 31º período de sessões da Comissão Econômica para América Latina e Caribe das Nações Unidas (Cepal). Nesta segunda-feira, deve se encontrar com o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim.

Mais conteúdo sobre:
Colômbia eleições Uribe OEA Insulza

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.