Democrata-cristã propõe mais pornografia na TV sueca

Dez dias antes das eleições nacionais na Suécia, uma integrante da federação de mulheres do conservador Partido Democrata-Cristão surpreendeu os colegas de agremiação ao propor mais pornografia na televisão. Teres Kirpikli, de 35 anos e mãe de três filhos, disse que queria ajudar a economia nacional estimulando os casais a terem mais filhos. "Quero material erótico e pornográfico na televisão todos os sábados e o dia todo. Desta forma, as pessoas teriam mais vontade para manter relações sexuais", disse Kirpikli. "Penso que a maioria das pessoas gosta de material pornográfico, mas tem medo de admitir".A Suécia, uma nação de 8,9 milhões de habitantes, tem uma taxa negativa de crescimento natural, o que significa que registra mais mortes que nascimentos a cada ano.Kirpikli, que nasceu na Turquia e imigrou para a Suécia, é membro da junta da federação feminina do partido e vereadora da cidade de Skoevde, a 275 quilômetros ao sudoeste de Estocolmo.A plataforma da candidata desagradou a direção do partido, que está lutando ativamente contra a pornografia e que solicitou sua eliminação completa de todos os meios de comunicação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.