Democrata diz que EUA descritos por Bush "é fantasia"

O senador democrata John Kerry criticou o discurso sobre o Estado da União, proferido por George W. Bush, no qual expôs seu programa de governo para este ano, dizendo que os Estados Unidos descritos pelo presidente é uma "fantasia". "O presidente traçou um país muito diferente do que a maioria dos americanos vive a cada dia", disse Kerry, oponente de Bush nas eleições de 2004.Segundo Kerry, Bush demonstrou mais uma vez que, na atual administração, "a retórica continua induzindo ao engano e as promessas continuam sendo quebradas".O presidente, prosseguiu o senador democrata, "se nega a dizer a verdade sobre a dependência dos EUA do petróleo", acrescentando que "os viciados em petróleo são o governo Bush e os republicanos de Washington; são eles que não querem romper uma dependência que debilita a economia e a segurança do país".Kerry acusou o Bush de utilizar a segurança nacional como uma "arma política", mas que conseguiu como único resultado deixar o país menos seguro. "As famílias de classe média americanas trabalham cada vez mais a cada dia e recebem cada vez menos contrapartidas, sobretudo na questão de saúde", afirmou.O líder democrata denunciou, além disso, o que chamou de escândalos de corrupção que atingem alguns membros do Partido Republicano, e a falta de ajuda do governo federal às vítimas dos furacões que no ano passado arrasaram a costa do Golfo do México. Essas vítimas, segundo ele, "ainda esperam a ajuda que o presidente prometeu há meses".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.