Democrata ganha voto dos eleitores de Bush

Obama lidera até em segmentos antes dominados por republicanos

NYT, AP e Efe, Washington, O Estadao de S.Paulo

25 de outubro de 2008 | 00h00

Pesquisas recentes mostram a consolidação da liderança do democrata Barack Obama também em segmentos do eleitorado antes dominados pelos republicanos. Um estudo publicado ontem pelo jornal The New York Times, em conjunto com a rede CBS News, mostra que o democrata está avançando entre grupos que votaram no presidente George W. Bush em 2004.De acordo com a pesquisa, Obama tem vantagem sobre o republicano John McCain entre os eleitores com renda anual superior a US$ 50 mil (50% a 42%), mulheres casadas (47% a 41%) e católicos brancos (53% a 36%) - todos esse grupos votaram em Bush há quatro anos. Além disso, o democrata ganhou terreno e empatou com McCain no grupo dos homens brancos (46% a 46%). Em 2004, Bush tinha 61% da preferência desse grupo, enquanto o democrata John Kerry ficou com 36%.Em nível nacional, Obama lidera com 51% das intenções de voto entre os eleitores registrados, enquanto McCain tem 38%. A última pesquisa feita pelo jornal, semana passada, indica uma margem semelhante de vitória para o democrata. A questão racial também foi citada no estudo elaborado pelo Times. Segundo esses dados, 33% do eleitorado conhece alguém que não votará em Obama porque ele é negro.Obama também lidera por 7 pontos porcentuais as pesquisas de intenção de voto na Flórida - Estado considerado fundamental para a eleição do próximo presidente. Um estudo feito pelo jornal The Miami Herald dá ao democrata 49% dos votos do Estado e 42% ao republicano. A pesquisa também mostra uma vantagem de Obama entre os independentes no Estado (57% a 22%) e indica McCain perdendo apoio importante no sudoeste da Flórida, região considerada um reduto republicano. Nas duas últimas eleições - em 2000, de forma decisiva para o resultado final - o Estado deu seus 27 votos no Colégio Eleitoral para Bush.ALTERNATIVASOutras pesquisas estaduais dão ao candidato democrata a liderança em redutos do rival. Se Obama conseguir manter os Estados onde Kerry venceu em 2004 e agregar Ohio - que votou em Bush na última eleição -, ele sairá vitorioso. De acordo com o estudo da Universidade Quinnipiac, o democrata lidera em Ohio por 14 pontos (52% a 38%). Outra possibilidade é vencer os Estados de Kerry e mais a Virgínia, onde Obama lidera com uma folga ainda maior: 54% a 44%, de acordo com pesquisa da rede CNN.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.