Democratas confiam em aprovação da reforma da Saúde

Líderes democratas da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos preveem a aprovação hoje do projeto de lei para reformar o sistema de Saúde norte-americano e fornecer cobertura para milhões de pessoas que atualmente carecem de cuidados médicos.

AE, Agencia Estado

21 de março de 2010 | 14h05

Em entrevista ao programa "This Week", da emissora de televisão ABC, o parlamentar John Larson, da maioria democrata na Câmara, afirmou que seu partido já tem os 216 votos necessários para aprovar a política doméstica prioritária do presidente Barack Obama.

O líder do partido na Câmara dos Representantes, Steny Hoyer, disse à NBC que também prevê a aprovação do projeto de lei, mas reconheceu que uma porção de membros "ainda estava analisando [a proposta] e tentando tomar uma decisão" nas horas antes da votação.

Os republicanos, absolutamente contrários ao plano, ainda não se consideravam derrotados no sábado, mas advertiram que farão os democratas pagarem caro. Eles consideram que a proposta equivale a uma aquisição do sistema de saúde pelo governo, o que resultará em déficits e impostos maiores. "O povo americano não quer que isso passe. Os republicanos não querem que isso seja aprovado. Não haverá votos republicanos para este projeto", disse Eric Cantor, segundo principal parlamentar republicano da Câmara, à ABC. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
democratasEUAObamaSaúde

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.