Democratas prometem análise intensa do plano para Iraque

A presidente da Câmara dos Deputados dos EUA, Nancy Pelosi, prometeu neste domingo um exame detalhado do esperado plano do presidente George W.Bush de enviar mais tropas norte-americanas ao Iraque, mas evitou dizer se o Congresso pode vir a bloquear os fundos para a estratégia da Casa Branca. A democrata californiana, recentemente empossada em sua liderança depois que os democratas conquistaram o controle do Congresso, disse que Bush não deve ter carta branca para prosseguir com suas políticas no Iraque, que já vêm sendo criticadas pelos líderes democratas como uma perigosa escalada do conflito na região. "Se o presidente quer adicionar (algo) a essa missão terá que justificar isso. E isso é novo para ele porque, até agora, o Congresso Republicado havia dado a ele carta branca sem limites nem condições", disse Pelosi no programa "Face the Nation", da rede de TV CBS. Pelosi falou especificamente sobre a possibilidade de serem requisitadas tropas norte-americanas adicionais enquanto o líder democrata na Casa, Steny Hoyer, afirmou que os parlamentares serão duros na análise de um noticiado plano da Casa Branca de elevar até 1 bilhão de dólares a ajuda econômica para o Iraque. Bush, que tem feito uma revisão geral em sua equipe no Iraque, deve esquematizar nesta semana o novo plano da impopular guerra, que pode significar o aumento de 20 mil homens nas tropas norte-americanas para restaurar a estabilidade em Bagdá. Os democratas pediram ao presidente, em uma carta enviada na semana passada, que não sejam mais envidas tropas e que se inicie a retirada dos norte-americanos do Iraque.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.