Democratas repelem emenda a tratado com Rússia

Os senadores do Partido Democrata conseguiram repelir neste domingo uma iniciativa da oposição republicana para a inclusão de uma emenda a um novo tratado de controle de armas com a Rússia - algo que, se passasse, anularia o acordo.

Agência Estado

19 de dezembro de 2010 | 20h26

Por 60 votos a 32, o Senado dos Estados Unidos rejeitou emenda que mudaria o prefácio do tratado para a inclusão de armas nucleares táticas.

O acordo em questão versa sobre arsenais nucleares estratégicos. Qualquer revisão nesse sentido obrigaria Washington e Moscou e realizarem novas negociações, o que impossibilitaria a entrada em vigor do Tratado de Redução de Armamentos Nucleares Estratégicos, mais conhecido como Start, em sua nova versão.

Os democratas defendem que, antes de tratar dos arsenais táticos, os Estados Unidos e a Rússia devem primeiro se concentrar nos arsenais estratégicos.

O Start-2 é uma das principais bandeiras da política externa do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama. O acordo em trâmite pelo Senado estabelece um teto no número de ogivas nucleares mantidas pelos dois países e estabelece um sistema de verificação mútua. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.