Denúncia contra guru causa confrontos na Índia

Polêmica na Índia. O guru de ioga Swami Ramdev foi acusado pela deputada Brinda Karat, do Partido Comunista, de fabricar remédios alternativos utilizando como matéria-prima ossos humanos e restos de animais. A farmácia de Ramdev produz remédios alternativos que supostamente tratam desde impotência até câncer e epilepsia, na cidade de Haridwar, norte da Índia. A deputada afirma que as acusações são baseadas na análise de duas amostras de remédios feitos na farmácia do guru e analisadas por um laboratório, a pedido do ministério da saúde da Índia.De acordo com Brinda, o remédio para impotência da farmácia de Ramdev contém testículos de animais esmagados até virar pó. Ainda segundo a deputada, também foram detectados pó de ossos nos remédios. Ramdev negou estar produzindo remédios com ossos e afirmou que está sendo vítima de uma conspiração da indústria farmacêutica.Hoje, mais de cem seguidores do guru, que apresenta um programa na TV indiana, entraram em conflito com a polícia em uma manifestação em Nova Délhi. Os manifestantes tentaram forçar a entrada na sede do Partido Comunista. Também houve confronto do grupo com simpatizantes comunistas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.