Geert Vanden Wijngaert/ AP
Geert Vanden Wijngaert/ AP

Denúncia faz polícia belga esvaziar Parlamento Europeu

Uma pessoa de comportamento suspeito nas imediações do edifício foi presa e denúncia sobre carro levou agentes a ação preventiva

O Estado de S. Paulo

02 de fevereiro de 2015 | 13h21

BRUXELAS - A polícia belga retirou centenas de pessoas nesta segunda-feira, 2, do Parlamento Europeu depois que um veículo suspeito foi visto nas imediações.

A polícia de Bruxelas prendeu um homem eslovaco com farda camuflada perto de do Parlamento Europeu e descobriu uma arma e uma serra elétrica em seu carro, fazendo com que se promovesse o esvaziamento da Assembleia. O homem disse aos policiais que queria encontrar o presidente europeu.

A Assembleia disse em uma declaração que quatro edifícios administrativos e um centro de visitantes no centro de Bruxelas foram esvaziados como medida de precaução.


O porta-voz do Parlamento, Jaume Duch Guillot, disse que ao menos 500 pessoas foram retiradas do local.

O promotor público de Bruxelas iniciou uma investigação sobre o incidente.

A polícia foi alertada sobre o carro após deterem uma pessoa de comportamento suspeito perto do Parlamento na segunda-feira pela manhã.

A imprensa belga publicou uma foto de um robô da polícia se movendo na direção de um veículo em uma rua próxima do Parlamento.

A Bélgica está em alerta máximo desde os ataques terroristas em Paris, no início de janeiro, e uma série de operações policiais em busca de suspeitos combatentes estrangeiros na Bélgica e na França no mês passado. / AP e REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.