Departamento de Estado dos EUA alerta sobre ameaças de maoístas

O governo dos Estados Unidos informou hoje que rebeldes maoístas do Nepal ameaçaram atacar missões diplomáticas americanas e alertou seus cidadãos para a possibilidade de perigo no reino himalaio.Em Katmandu, no entanto, funcionários da Embaixada americana afirmaram que não houve nenhuma ameaça específica ou direta. De acordo com um comunicado do Departamento de Estado dos Estados Unidos, os guerrilheiros maoístas lançaram a ameaça através de um comunicado enviado a organizações de imprensa no último dia 15."Embora o comunicado maoísta não afirme que as ações serão dirigidas a turistas estrangeiros, suas repetidas referências ameaçadoras à missão americana implicam um maior risco, tanto para funcionários como para cidadãos americanos no Nepal", informa o comunicado de Washington.Ao mesmo tempo, o governo americano aconselhou seus cidadão a postergar qualquer viagem ao Nepal. No entanto, não foi emitido nenhum alerta para que americanos abandonem o país.Em seu comunicado, os rebeldes maoístas também assumiram o assassinato de dois empregados da guarda de segurança da Embaixada americana, contratados localmente, ocorridos em incidentes separados em dezembro de 2001 e novembro de 2002.O governo americano tem dado apoio ao governo do Nepal em sua luta contra os maoístas e considera no momento o envio de ajuda militar ao reino.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.