Depoimentos de meninos tailandeses incriminam canadense

Garotos tinham entre sete e 12 anos na época em que teriam sido abusados por suspeito de pedofilia

Agências internacionais,

20 de outubro de 2007 | 12h14

Investigadores tailandeses informaram à CNN neste sábado, 20, que as acusações mantidas pelo país contra um canadense suspeito de pedofilia têm como base os depoimentos de três garotos tailandeses supostamente abusados pelo homem.   Veja Também Tailândia determina prisão preventiva Preso canadense acusado de pedofilia   Os meninos teriam entre sete e 12 anos na época em que foram abusados, disseram os policiais.   O professor Christopher Paul Neil, de 32 anos, vinha sendo procurado desde o início do ano no mundo todo pela Interpol, e foi preso na Tailândia na sexta-feira, 19. Ele havia sido identificado como o homem que aparece em cerca de 200 fotos colocadas na internet mostrando meninos sendo abusados.   Segundo o policial tailandês Wimol Pao-in, Neil continuava tentando contactar menores tailandeses, apesar dos pedidos de prisão impetrados contra ele.   O canadense foi apresentado à imprensa tailandesa neste sábado, durante uma entrevista coletiva. Neil negou todas as acusações contra ele.   Também neste sábado, uma corte tailandesa aceitou o pedido dos investigadores para que a prisão preventiva do suspeito seja ampliada para 12 dias, para que o processo contra ele possa ser apresentado. A sentença poderá ser renovada por até sete vezes.   Caso seja condenado na Tailândia, Neil poderá ser extraditado para outros países que venham a pedir sua punição após cumprir a pena. O Camboja e o Vietnã estão entre os países que pretendem interrogar o suspeito.I

Tudo o que sabemos sobre:
pedofiliaChristopher Paul Neil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.