Depois de adiamentos, Rússia lança foguete Soyuz-2

Depois de dois adiamentos, o foguete russo Soyuz-2, com um satélite de telecomunicações, foi lançado neste domingo da base de Plesetsk, no noroeste da Rússia, informaram as Forças Espaciais do país.O lançamento, que aconteceu às 8h34 GMT (6h34 de Brasília), foi adiado na sexta-feira devido a uma avaria no comando informático do acelerador Fregat, e no sábado, por uma falha técnica, segundo Alexei Kuznetsov, porta-voz das Forças Espaciais."O novo foguete da série Soyuz está em fase de testes práticos e erros como este não representam nada de extraordinário", disse o porta-voz. Este é o terceiro lançamento de mísseis de três períodos, criados a pedido do Ministério da Defesa e da Roscosmos, agência espacial da Rússia.O bloco acelerador Fregat está destinado a colocar em órbita satélites de diferentes classes. O satélite Meridian, lançado pela Soyuz-2 e colocado em órbita pelo acelerador Fregat, deve garantir a comunicação entre os naviosque navegam no Ártico e os aviões que operam na área, com as estações de controle no litoral russa deste oceano.Outra função do Meridian é ampliar a rede de telecomunicações nas regiões russas do Ártico, da Sibéria e do extremo leste.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.