Depois de ministra, menina é esfaqueada na Suécia

Com o povo sueco ainda lamentando a morte da ministra Anna Lindh por facadas, um novo caso de assassinato a faca abala o país. Desta vez, uma menina de 5 anos foi atacada por um homem de cerca de 20 anos numa escola na costa oeste da Suécia. Policiais da cidade de Arkivia, a 390 kilômetros da capital Estocolmo, se apressaram para dizer que o crime não tem relação com o assassinato da ministra das relações internacionais Anna Lindh, que morreu nesta quinta-feira em decorrência dos ferimentos provocados pelas facadas que levou de um homem ontem em Estocolmo. A menina assassinada hoje foi levada para o hospital, mas não resistiu e morreu ainda na ambulância. O autor do homicídio, que não teve a identidade revelada, tentou fugir mas foi preso em um hospital onde havia sido paciente da ala psiquiátrica. Segundo a polícia, ele entrou na escola armado e esfaqueou a primeira criança que viu pela frente, sem qualquer razão aparente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.