Depois de onda de protestos, governo do Iêmen convoca eleições presidenciais

O governo do Iêmen convocou ontem eleições presidenciais antecipadas para 21 de fevereiro de 2012. A medida é parte do acordo que definiu a renúncia do presidente Ali Abdullah Saleh, após 32 anos no cargo. O decreto da eleição foi assinado pelo vice-presidente Abd Rabo Mansur Hadi, a quem Saleh transferiu o poder interinamente.

O Estado de S.Paulo

27 de novembro de 2011 | 03h03

Se tudo correr conforme o planejado, Saleh se tornará o quarto governante derrubado pelas manifestações da Primavera Árabe, que mudaram o cenário político na região. O impasse político, entretanto. reacendeu os conflitos do governo iemenita com os separatistas e militantes. Nos últimos dois dias, houve sete mortes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.