Depois de quebrar o gelo, China e Taiwan falam sobre negócios

O vice-presidente eleito de Taiwane o ministro do Comércio da China discutiram cooperaçãoeconômica no domingo, reforçando os potenciais benefícios doestreitamento de laços após um encontro histórico um dia antes. O presidente da China, Hu Jintao, e Vincent Siew apertaramas mãos conversaram a sós por cerca de 20 minutos no sábado, noque muitos analistas viram como o início de uma relação maispróxima entre chineses e taiwaneses, abrindo caminho paraligações comerciais e de trânsito. Siew encontrou-se com o ministro do comércio da China, ChenDeming, em uma indústria privada no domingo. Cada um lideravauma delegação de industriais, acadêmicos e autoridades paradiscutir detalhes de como acelerar a cooperação. Primeiro eles se encontraram a portas fechadas e depoispromoveram um seminário de uma hora, com executivos detecnologia, navegação e outras companhias de ambos os ladosdiscursando sobre a abertura de mercado e a cooperação que elesesperavam haver nessas áreas. Os encontros ocorreram paralelamente ao Boao Fórum para aÁsia, entre 11 e 13 de abril na ilha de Hainan, província aosul da China. Chen Deming pediu a normalização urgente do comércio e doslaços econômicos entre ambos os lados. Siew destacou os benefícios que o crescimento da Chinapodem gerar com o aumento da cooperação com Taiwan, que emtroca levaria aos chineses benefícios e inovações ao seu setorindustrial e outras áreas. "Nós esperamos que a política econômica do novo governo deTaiwan traga a ambos os lados novas oportunidades de negócios",disse Siew. O encontro ocorreu após a vitória de Siew e de MaYing-Jeou, presidente eleito pelo Partido Nacionalista no mêspassado, prometendo trabalhar por uma aproximação com a China,que inclui medidas em tráfego aéreo, turismo, comércio emecanismos de negociação. A China clama Taiwan como seu território desde o final daguerra civil chinesa, em 1949, e promete levar a ilha para seudomínio, à força se necessário. (Por Jason Subler)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.