Depois do Brasil, ''Os Simpsons'' provocam os argentinos

Seriado americano chama Perón de ditador e irrita peronistas

Ariel Palacios, O Estadao de S.Paulo

15 de abril de 2008 | 00h00

Juan Domingo Perón, general e ex-presidente argentino, continua sendo centro de polêmicas mesmo após 34 anos de sua morte. O fundador do peronismo, partido atualmente no poder, foi alvo de piadas na série americana de desenhos animados Os Simpsons. Num episódio da 19ª temporada da série - que ainda não foi transmitida na Argentina -, Perón é caracterizado como um "ditador que fazia desaparecer pessoas". A brincadeira não agradou aos peronistas. O deputado Lorenzo Pepe, secretário-geral do Instituto Nacional Juan Domingo Perón, pediu ao Comfer, organismo que fiscaliza o conteúdo das emissoras de TV e rádio no país, que proíba a transmissão do episódio. Pepe argumentou que as brincadeiras com Perón causariam "danos à sociedade", que seria "envenenada".Na série, dois dos personagens, Carl Carlson e Lenny Leonard, conversam sobre a eventual abolição da democracia. Lenny diz que gostaria de uma "ditadura como a de Juan Perón, que, quando ele fazia você desaparecer, você ficava desaparecido". Carl arremata, afirmando que o ex-presidente argentino era casado com Madonna, confundindo Eva Perón com a cantora, que interpretou o papel da mulher de Perón na versão cinematográfica do musical Evita.Perón, presidente entre 1946 e 1955 e, depois, entre 1973 e 1974 - quando morreu -, governou o país com mão de ferro. Ele censurou jornais e recebeu criminosos nazistas após o fim da 2ª Guerra. No entanto, mesmo os historiadores críticos de seu governo não o caracterizam como ditador, mas como autoritário, populista ou caudilho.O seriado também causou polêmica no Brasil, quando, em 2002, mostrou a família Simpson sendo assaltada nas ruas do Rio, entre outras cenas que irritaram os brasileiros. Em abril, a emissora venezuelana Televén suspendeu a transmissão de Os Simpsons, após considerar que o seriado "não era apropriado" para crianças. Em seu lugar, entrou a pouco infantil série Baywatch.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.