Susan Walsh/AP
Susan Walsh/AP

Deputada baleada no Arizona é transferida para centro de reabilitação

Médicos ainda não conseguem prever se democrata Gabrielle Giffords ficará com sequelas

Associated Press

21 de janeiro de 2011 | 09h56

TUCSON - A deputada democrata Gabrielle Giffords, baleada na cabeça no início do mês durante um comício, vai para um centro médico de reabilitação em Houston, no Texas, nesta sexta-feira, 21, para dar iniciar a nova fase de sua recuperação.

 

"Teremos uma grande equipe que vai ter diferentes funções, mas todos terão que trabalhar juntos", disse Gerard Francisco, o chefe do hospital para onde Gabrielle será levada.

 

A congressista passará por vários testes de movimentos para que a equipe médica determine o que ela é capaz e o que não é de fazer, como pentear os cabelos, a capacidade locomotora e como ela consegue se comunicar, com gestos ou palavras. Gabrielle teve o cérebro perfurado pelo tiro.

 

A recuperação de Gabrielle tem sido considerada boa pelos médicos, mas não está claro se ela terá sequelas e se recuperará todas as capacidades cognitivas e locomotoras. De acordo com os médicos, as primeiras semanas após o ferimento costumam ser mais difíceis, mas as lesões podem ser curadas posteriormente.

 

Gabrielle foi baleada no dia 8 de janeiro enquanto participava de um evento no qual ouvia os eleitores de seu distrito, o de Tucson, no Arizona. Outras 19 pessoas foram baleadas e seis morreram, inclusive um juiz federal e uma menina de nove anos. Jared Lee Loughner, o suspeito de ter disparado, está preso e é acusado pela Justiça de assassinato e tentativa de homicídio.

Tudo o que sabemos sobre:
Gabrielle GiffordsEUAArizonaTucson

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.