Deputada baleada no Arizona já respira sem aparelhos, diz médico

Tiroteio no Arizona deixou 6 mortos e 14 feridos no último sábado

Estadão.com.br

11 de janeiro de 2011 | 15h33

TUCSON - Gabrielle Giffords, a deputada democrata baleada em um evento eleitoral no Arizona no último sábado, já respira sem aparelhos, informou um médico nesta terça-feira, 11. A congressista segue internada em estado grave.

 

Gabrielle Giffords levou um tiro a queima roupa na cabeça durante um comício realizado em frente a um supermercado em Tucson, no Arizona. Pelo menos seis pessoas morreram no ataque, entre elas um juiz federal, uma criança e três septuagenários. Outras 14 pessoas ficaram feridas, três em estado grave.

 

O atirador, Jared Lee Loughner, de 22 anos, compareceu ontem perante a uma corte federal em Phoenix, porém não disse nada que pudesse ajudar nas investigações. Ainda não foi confirmado se o crime teria motivações políticas, porém mensagens de ódio dirigidas à Giffords foram achadas nos pertences de Loughner. Com informações da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAGiffordstiroteioArizona

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.