Deputada detida por organizar manifestação feminista

A deputada Ana Theresia Hontiveros-Baraquel, do Partido Akbayan, de oposição, foi detida nesta quarta-feira pela polícia das Filipinas por organizar, sem permissão, uma manifestação por ocasião do Dia Internacional da Mulher, comemorado hoje. A deputada foi detida depois de agentes da segurança terem tentado dispersar os manifestantes que estavam reunidos na cidade de Quezón, nos arredores da capital Manila, segundo a rádio "DZMM". Outra organizadora da manifestação, Diyosa Mata, da Aliança Progressista do Trabalho, também foi detida e, junto com Ana Theresia, foi conduzida para a sede da polícia na cidade de Quezón. Em setembro de 2005, o governo filipino decretou uma medida chamada de "resposta preventiva", que proíbe a organizações convocar manifestações de qualquer tipo no país. A detenção de Ana Theresia ocorre em meio a uma campanha lançada pelo governo contra grupos que supostamente tentaram promover um golpe de Estado contra a presidente Gloria Macapagal Arroyo. A governante filipina decretou estado de emergência nacional em 24 de fevereiro, após anunciar a neutralização da tentativa de golpe, em uma medida amplamente criticada por setores da sociedade. Gloria Arroyo suspendeu o estado de emergência uma semana depois.

Agencia Estado,

08 Março 2006 | 03h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.