Deputada italiana é ameaçada por fazer campanha contra véu

A deputada Daniela Santanchè, membro da direitista Aliança Nacional, recebeu no Parlamento uma carta anônima na qual é ameaçada por sua campanha contra o véu que o Islã impõe às mulheres, segundo o jornal Corriere della Sera.A carta tem duas páginas, uma em árabe e outra em inglês, com duas fotos, uma do diretor de cinema holandês Theo Van Gogh, assassinado por um extremista muçulmano, e outra da ex-deputada holandesa Ayaan Hirsi Ali, também ameaçada de morte por sua divergência com a religião de Maomé.Na carta, procedente de Londres, os remetentes afirmam: "Chegou sua hora". Sob as fotos de Van Gogh e Hirsi Ali aparece outra imagem com a capa do livro escrito pela deputada italiana, que mostra uma mulher com o rosto tapado pelo véu e que possui o título: "A mulher negada. Da infibulação à libertação".A deputada italiana, que anda protegida por seguranças desde outubro, quando foi acusada de "infiel" por um imane italiano durante um programa de televisão, confessou ter medo destas ameaças.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.