Deputada jamaicana propõe esterilização de mulheres

Dois legisladores jamaicanos propuseram a realização de exames de virgindade em estudantes menores e a esterilização de mulheres com três ou mais filhos, para reduzir o alto índice de gravidez indesejada no país. A deputada Sharon Hay-Webster sugeriu a idéia da esterilização durante uma sessão do Parlamento ontem à noite, afirmando que a "crise dos valores familiares" gerou um aumento na gravidez entre adolescentes e, conseqüentemente, um crescimento dos gastos do governo.Segundo a Federação Internacional do Planejamento Familiar, quase metade dos lares da Jamaica é chefiado por mulheres solteiras, e uma pesquisa de 1993 indica que 75% dos nascimentos no país não foram planejados.Durante um caloroso debate sobre a idéia da esterilização, um outro legislador, Ernie Smith, sugeriu também a realização de exames de virgindade para alunas menores de 16 anos. Segundo ele, na Jamaica, 5% das mulheres têm seu primeiro filho antes dos 15 anos de idade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.