Deputado chileno quer exame em donos de cães

Os chilenos que queiram comprar um cão de raça considerada potencialmente agressiva - caso dos dobermans, rottweilers, pit bulls e outros - deverão submeter-se a um exame psiquiátrico que comprove sua capacitação para criá-los, propõe um projeto de lei apresentado por um deputado socialista. O deputado Leopoldo Sánchez apresentará um projeto de lei que estabelece a exigência de um exame psiquiátrico nos que pretendem ter, ou já possuem, um cão potencialmente agressivo e perigoso. Ao tomar conhecimento do projeto, o presidente do Colégio de Médicos Veterinários, Luis Godoy, reagiu ironicamente propondo elaborar um "perfil psicológico dos candidatos ao Legislativo, para ficarmos seguros quanto à qulidade das leis". Sánchez, por sua vez, sugeriu ainda a criação de um registro público dos cães de raças consideradas perigosas (cuja lista também incluria os mastins, os dogs argentinos e os filas brasileiros), e a obrigatoriedade de mantê-los sob estrita vigilância. No entanto, Sánchez esclareceu que sua proposta não significa que "esses cães sejam intrinsecamente perigosos e, sim, que têm um potencial agressivo. O pirncipal é que o dono do animal tenha um equilíbrio de personalidade suficiente para controlar o cachorro", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.