Deputado quer referendo contra a imunidade de Berlusconi

O deputado italiano Antonio di Pietro, um ex-promotor anticorrupção, apresentou quase um milhão de assinaturas para solicitar um referendo contra a lei que concede imunidade judicial ao primeiro-ministro Silvio Berlusconi. Di Pietro, de centro-esquerda, levou a um tribunal de Roma 130 caixas com petições assinadas e que agora deverão ser checadas pela Justiça. Se houver um número suficiente de assinaturas autênticas, o tribunal poderá ordenar a realização de um referendo.A lei, aprovada em junho, exime os cinco principais funcionários públicos do país, entre eles o premier Berlusconi, de qualquer processo legal enquanto estiverem no cargo. Os críticos da lei - aprovada no Parlamento com inusitada rapidez - dizem que ela foi especificamente desenhada para ajudar Berlusconi, magnata bilionário dos meios de comunicação, a se livrar de uma possível condenação em Milão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.