Deputados americanos proíbem clonagem

A Câmara dos Representantes dos Estados Unidos rejeitou hoje todas as formas de clonagem de embriões humanos, nas primeiras votações no Congresso dos EUA sobre a controvertida questão ética após um dia de debates emocionados sobre ciência, moralidade e a definição da vida. O projeto proibindo toda e qualquer clonagem passou por 265 votos a 162, marcando um dia no qual os parlamentares também disseram "não" à clonagem humana limitada à pesquisa de possíveis curas para doenças como os males de Alzheimer e Lou Gehrig, e outras doenças fatais ou degenerativas. "Esta Casa não deveria dar sinal verde para que cientistas malucos brincassem com o dom da vida", disse o deputado J. C. Watts. "A clonagem é um insulto à humanidade. É a ciência enlouquecendo."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.