Dylan Martinez/ Reuters
Dylan Martinez/ Reuters

Deputados britânicos votarão moção de desconfiança contra May

Moção para tentar afastar premiê foi acertada um dia após ela adiar votação no Parlamento sobre o Brexit, em meio ao temor de uma humilhante derrota 

O Estado de S.Paulo

11 de dezembro de 2018 | 21h23

LONDRES - Deputados conservadores podem votar nesta quarta-feira, 12, uma moção de desconfiança contra a primeira-ministra britânica, Theresa May. O anúncio foi feito nesta terça-feira, 11, por Andrew Bridgen, deputado do Partido Conservador (o mesmo da premiê). 

“Teremos uma moção de desconfiança. Então, os deputados conservadores dirão se têm confiança ou não, em uma votação secreta, que pode ocorrer amanhã”, disse Bridgen.

May, que em uma tentativa desesperada de salvar o acordo sobre o Brexit fez hoje uma viagem a vários países europeus, retornou a Londres depois que a imprensa noticiou que os deputados conservadores haviam obtido apoio suficiente para votar a moção. 

Os líderes europeus indicaram que não estão dispostos a reabrir o acordo de divórcio negociado durante 17 meses e aprovado em 25 de novembro. A moção para tentar afastar May foi acertada um dia após a premiê adiar a votação no Parlamento sobre o Brexit, em meio ao temor de uma humilhante derrota. 

Limite

A oposição ao acordo de May dentro do Parlamento britânico criticou o mecanismo encontrado pela premiê para impedir a reintrodução de uma fronteira física entre a Irlanda e a Irlanda do Norte. Diante da derrota iminente, May optou por adiar a votação, que agora tem de ser votada até o dia 21 de janeiro. / REUTERS

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.