Deputados do Brasil têm entrada na Líbia vetada

Os deputados federais Protógenes Queiroz (PSol-SP) e Brizola Neto (PDT-RJ), que pretendiam chegar a Líbia para "conhecer de perto a situação do país", estão retidos na Tunísia e não conseguem cruzar a fronteira. Os dois viajaram a convite de uma ONG líbia e informaram por meio de blogs que o governo de Muamar Kadafi, que os receberia, justificou não ter condições de garantir sua segurança.

Lisandra Paraguassu, O Estado de S.Paulo

18 de agosto de 2011 | 00h00

Também em seu blog, Protógenes culpa a Otan pela falta de segurança para entrar na Líbia. "A ação está interrompendo a estrada que liga a Tunísia à Líbia e impedindo a entrada de ajuda humanitária, assim como o simples direito de ir e vir dos cidadãos", disse.

A viagem dos dois deputados não é oficial. Nenhum contato foi feito com o Itamaraty, que ignora as ações dos parlamentares. Ambos não são nem mesmo membros da Comissão de Relações Exteriores da Câmara.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.