Deputados italianos aprovam imunidade para Berlusconi

Medida impede julgamento de premiê italiano em caso de corrupção; projeto segue para o Senado

Agência Estado e Associated Press,

10 de julho de 2008 | 16h36

A Câmara Baixa do Parlamento aprovou um contestado projeto que concede imunidade legal para altos funcionários italianos, inclusive para o primeiro-ministro Silvio Berlusconi. A medida foi votada nesta quinta-feira, 10, graças aos votos dos conservadores ligados a Berlusconi, com ampla maioria na Câmara dos Deputados. O texto segue agora para o Senado, onde também deve passar.   Veja também: Milhares protestam contra 'ditadura' de Berlusconi em RomaA proposta é controversa - para os críticos, trata-se de uma forma de proteger Berlusconi, réu em um caso de corrupção em Milão. O premiê italiano alega inocência e se coloca como vítima de magistrados com orientação de esquerda. A legislação concede imunidade para o presidente, o primeiro-ministro e os dois presidentes dos parlamentos enquanto eles estiverem nos cargos.  

Tudo o que sabemos sobre:
ItáliaBerlusconi

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.