DANIEL TEIXEIRA/ESTADAO
DANIEL TEIXEIRA/ESTADAO

Deputados preparam denúncia contra Maduro à Corte Interamericana

Parlamentares da Assembleia Nacional da Venezuela apresentarão texto contra atos de violência praticados na fronteira do país com a Colômbia e o Brasil

Redação, O Estado de S.Paulo

25 de fevereiro de 2019 | 08h55

CARACAS - Deputados da Assembleia Nacional da Venezuela preparam denúncia à Corte Interamericana de Direitos Humanos contra o presidente do país, Nicolás Maduro, por violações aos direitos humanos. O texto também deverá ser encaminhado ao Tribunal Penal Internacional nos próximos dias.

Segundo comunicado da Assembleia Nacional nas redes sociais, o documento detalhará "os atos de violência" registros na ponte Simón Bolívar, na fronteira da Venezuela com a Colômbia. A denúncia também cita os confrontos ocorridos na fronteira do país com o Brasil.

 

"Os crimes contra a humanidade não prescrevem e é importante lembrar que também houve ataques neste sábado contra um hospital que atendia feridos", afirmou o deputado Miguel Pizarro, coordenador da comissão responsável pela denúncia.

Pizzaro afirmou ter conseguido entrar na Venezuela com 50 toneladas de ajuda humanitária que será entregue nos próximos dias. Ele estava acompanhado do vice-presidente da Assembleia Nacional, Stalin González.

"Uruguai e México não pode ser neutros com o que estamos vivendo aqui, com pessoas e grupos paramilitares armados atirando contra um povo que quer tomar remédios e receber comida", afirmou González. "Não se pode ser neutro perante os crimes que ocorrem na Venezuela". /COM AGÊNCIA BRASIL

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.