Hussein Malla/AP
Hussein Malla/AP

Desabamento de prédio mata 26 pessoas em Beirute

Segundo testemunhas, incidente foi parecido com um terremoto; dez ficaram feridos

Agência Estado

16 de janeiro de 2012 | 13h56

Atualizado às 19h03

 

BEIRUTE - Pelo menos 26 pessoas morreram e dez ficaram feridas quando um prédio de apartamentos de cinco andares desabou na capital do Líbano, informou um funcionário da Cruz Vermelha à France Presse nesta segunda-feira, 16.

 

Segundo o funcionário, Georges Kettaneh, havia libaneses e estrangeiros entre as vítimas. O proprietário do edifício, Michel Saade, foi preso nesta segunda-feira. As autoridades investigam a possível causa do desastre. Grande parte dos mortos eram estrangeiros que trabalhavam no Líbano.

 

Vizinhos disseram que dezenas de pessoas viviam no local, no bairro de Achrafieh, em Beirute Leste, um setor predominantemente cristão da cidade. Havia famílias libanesas, sudanesas e egípcias. Entre os mortos em Beirute havia uma garota libanesa de 15 anos, Anne Marie Abdel Karim.

 

"Foi como um terremoto", afirmou a testemunha Mazen Farhat, de 46 anos, a um canal local. O presidente libanês, Michel Suleiman, foi ao local na noite de domingo, logo após o acidente, bem como o ministro do Interior, Marwan Charbel, e outras autoridades.

 

Charbel disse que o caso era investigado. Existem muitos prédios construídos ilegalmente no Líbano, ou outros com vários andares construídos sem as autorizações apropriadas. As informações são da Associated Press e da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.