Desabamento de prédio mata 32 e deixa 60 feridos na capital da Índia

Ao menos 30 pessoas estão presas nos escombros; resgate é dificultado porque ruas são estreitas

AE, Agência Estado

15 de novembro de 2010 | 18h31

 

Atualizado às 19h50

 

NOVA DÉLHI- Pelo menos 32 pessoas morreram e 60 ficaram feridas no desabamento de um edifício de apartamentos de cinco andares em um bairro popular de Nova Délhi, informou o comandante da polícia na capital indiana, B.K. Gupta. Segundo ele, os bombeiros estão no local e tentam retirar sobreviventes dos escombros.

 

Moradores do imóvel afirmaram que 250 pessoas viviam no edifício, em sua maioria emigrantes de outras regiões da Índia.

As tarefas de resgate, contudo, são prejudicadas porque os caminhões dos bombeiros não conseguem transitar pelas estreitas vielas do bairro de Lalita Park.

 

Moradores ajudaram os bombeiros a carregar feridos para ambulâncias que estacionaram nas imediações.

 

A principal funcionária municipal de Nova Délhi, Sheila Dikshit, chegou ao lugar para supervisionar as operações de resgate. Segundo ela, pelo menos 30 pessoas estão presas nos escombros.

 

Para as equipes de resgate, o recente transbordamento do rio Yamuna provocou uma concentração de água nos alicerces do edifício e esta foi a causa do desmoronamento, versão que foi confirmada pelo ministro das Finanças, A. K. Walia.

 

No entanto, a Corporação Municipal de Délhi destacou que a principal causa do acidente foi a má construção do edifício.

Tudo o que sabemos sobre:
Índiadesabamentoprédiomorte

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.