Desaparecido suposto médico de Bin Laden

Um médico paquistanês, suspeito de manter contatos com a rede extremista Al-Qaeda, desapareceu há três semanas de sua casa em Lahore e poderia estar nas mãos de investigadores americanos em busca do milionário saudita Osama bin Laden.Segundo revelou hoje o canal de tevê CBS numa reportagem a partir do Paquistão, o FBI suspeita que Amer Aziz foi médico de Bin Laden e poderia ter informações importantes sobre as condições de saúde do líder da Al-Qaeda.No fim de outubro, a imprensa paquistanesa noticiou que a polícia local estava investigando Aziz, mas o Ministério de Interior do Paquistão desmentiu oficialmente as informações segundo as quais o médico estaria sendo interrogado pelo FBI.No entanto, um porta-voz do ministério confirmou que o nome do médico foi dado por alguns detidos na base norte-americana de Guantánamo, em Cuba, onde os Estados Unidos mantêm os prisioneiros da guerra no Afeganistão.Amigos e parentes de Aziz disseram à CBS que estão convencidos de que o médico, especializado em cirurgia ortopédica, foi detido pelos EUA.O doutor Aziz, filho de uma próspera família muçulmana e considerado um profissional de grande valor, trabalhou como voluntário na Guerra de Kosovo, onde teria entrado em contato com as posições radicais do Islã. Em seu retorno, teria passado a defender o regime taleban.Não há confirmação de que ele tenha realmente ajudado a Bin Laden, mas "árabes" provenientes do Afeganistão afirmam que o milionário saudita estaria entre seus clientes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.