Descarrilamento mata pelo menos 100 no Congo

Muitos passageiros viajavam no teto dos vagões no momento do acidente na precária rede ferroviária do país

Agências internacionais,

02 de agosto de 2007 | 14h50

Pelo menos 100 pessoas morreram no descarrilamento  de um trem na noite de quarta-feira, 1, em uma zona rural da região central da República Democrática do Congo (RDC), informou a Missão de Observação da ONU no país (MONUC).   A composição perdeu o controle enquanto viajava entre as cidades de Ilebo e Kananga. As causas do acidente não foram explicadas, mas a companhia congolesa de ferrovias informou que enviou uma comissão para investigar o fato. O acidente ocorreu perto de Bena-Leka, na província de Kasai Ocidental, 770 quilômetros ao leste da capital, Kinshasa.  O trem transportava carga e passageiros. Muitos viajavam no teto dos vagões quando aconteceu o descarrilamento.   "Os sobreviventes do acidente foram levados a pé ou de bicicleta por 12 km até o hospital mais próximo", disse Kemal Saiki, porta-voz da missão da Organização das Nações Unida.   A MONUC está colaborando nos trabalhos de resgate e remoção de feridos e enviou médicos, enfermeiros e equipes em helicópteros ao local do acidente.   A força de paz, que é a maior da ONU, está na República Democrática do Congo para ajudar o país a se recuperar de uma guerra que durou cinco anos, entre 1998 e 2003. Estima-se que 4 milhões de pessoas tenham morrido depois da guerra, vítimas da violência, da fome e de doenças.   A rede ferroviária do antigo Zaire, estabelecida durante a época colonial do Congo Belga, tem mais de um século, sofre manutenção inadequada e os acidentes são comuns - a maioria com várias vítimas.   O país esteve em guerra civil entre 1998 e 2002, que destruiu a maior parte da infra-estrutura de transporte e o material das ferrovias. Por outro lado, há falta de estradas, destruídas durante o conflito ou invadidas pelo avanço da selva.   Tudo isso leva os transportes do país a serem feitos principalmente por via aérea ou através dos rios que atravessam o território do país africano.

Tudo o que sabemos sobre:
ÁfricaCongodescarrilamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.