Desce bandeira do Iraque, sobe a dos curdos no Curdistão

O presidente da região curda iraquiana, Massoud Barzani, ordenou que se baixassem as bandeiras iraquianas nos edifícios governamentais. No lugar, foram hasteadas apenas bandeiras dessa região autônoma.A decisão está em um comunicado publicado nesta sexta-feira no site do escritório de informação do Partido Democrático Curdo (KDP), dirigido por Barzani, e divulgado em rádios da região. A nota diz que a bandeira iraquiana só será exibida durante eventos e celebrações de caráter nacional.A região autônoma do Curdistão iraquiano compreende as províncias de Arbil, Suleimaniya e Dahuk, situadas no norte do país e habitadas por mais de quatro milhões de curdos-iraquianos.Por enquanto, não houve nenhuma reação oficial a essa repentina decisão, interpretada por analistas como um passo a mais do território, que goza de autonomia desde 1991, em direção à independência.Os curdos-iraquianos têm lentamente ganhado autonomia após a invasão dos EUA ao país, em 2003. Há um temor, por parte dos árabes sunitas, de que os curdos estejam em meio a um processo de separação cada vez maior. Caso esse desejo de independência seja imitado pela maioria árabe xiita, que habita a região rica em petróleo do sul, os sunitas ficariam em uma posição difícil, ocupando majoritariamente uma região pobre do país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.