Descendentes de judeus terão nacionalidade

O Parlamento de Portugal aprovou ontem a lei que dá o direito de obter nacionalidade portuguesa a descendentes de judeus sefarditas expulsos do país no século 15. A iniciativa, aprovada por unanimidade, foi defendida em dois projetos de lei semelhantes, um do Partido Socialista, na oposição, e um do Centro Democrático e Social, integrante da coalizão de governo. Em 1496, sob o reinado de Dom Manuel, um decreto levou milhares de judeus ao exílio ou à conversão forçada ao catolicismo. A Espanha tem projeto semelhante.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.